sábado, 14 de maio de 2016

Pacientes gestantes e os cuidados com os dentes


Aproveitando o clima de Dia das Mães, essa semana vamos falar sobre as mamães gestantes, e os cuidados que elas devem ter com a saúde bucal nessa fase.

Durante a gestação ocorrem várias alterações no organismo feminino que, associadas a algumas mudanças nos hábitos de vida, podem levar ao aparecimento ou agravamento de problemas dentários. Nada que uma boa escovação, uma dieta adequada e um bom acompanhamento odontológico não possam prevenir.

Além disso, durante a formação o bebê "rouba" o cálcio da mãe e isso pode enfraquecer os dentes da gestante. Como o corpo da mãe não deixa faltar nada para o feto, se o estoque de cálcio for insuficiente para os dois, o organismo feminino libera a substância contida nos ossos e nos dentes. Esse fator, associado a falta de higiene dieta rica em açúcar, pode levar à doença cárie e gengivite.


Mamãe, fique atenta a essas condições: o sangramento espontâneo durante a escovação é um dos sintomas mais comuns da gengivite; uma infecção na boca leva o corpo a produzir maior quantidade de prostaglandinas, substâncias que causam contrações no útero e podem antecipar o nascimento do bebê; e os vômitos causados pelos enjoos deixam a boca mais ácida, o que pode prejudicar o esmalte dos dentes.

O acompanhamento odontológico durante a gestação é fundamental. Se for necessário fazer alguma intervenção, esta é possível por meio de anestésicos vasoconstritores que não prejudicarão seu bebê. Radiografias também podem ser utilizadas, claro que em casos de necessidade extrema, mas já é comprovado cientificamente que doses baixas de exposição ao Raio X não causam má-formação no feto. Profilaxias (limpezas) podem e devem ser realizadas como forma de prevenção, e tratamentos estéticos como clareamento caseiro ou com laser não prejudicam o feto, mas podem esperar.



Dra. Marlise Santiago Louzada da Cruz Echer

Ortodontista na Orthoclínica

(66) 3422 3793 | 9649 3177

Nenhum comentário:

Postar um comentário